Swing em Londres: o conforto do Le Boudoir

O Le Boudoir é um clube de swing que funciona do jeito que a gente espera que as coisas funcionem em Londres. Gente bonita, chique e muito participativa: depois da meia noite, as áreas comuns estão lotadas de casais nus e empolgados em grande orgias. É uma casa elegante que atende do swinger principiante ao experiente e não deixa nada a desejar para as melhores casas de Paris.

A infra do Le Bodoir

Tudo no Le Boudoir é bem organizado. Ao chegar, há um tour profissionalíssimo, conduzido por um simpático inglês de terno e sapatos prateados que sabe o que está fazendo.

Todos os aposentos são cuidadosamente explicados e as regras do clube são detalhadas para os novos sócios. É o primeiro clube que conhecemos que dá um trato profissional às boas-vindas.

O clube é espaçoso e confortável: não há filas, os sofás são abundantes e a atmosfera é chique. O clima underground de muitos clubes não passa nem perto do Le Boudoir.

Também gostamos da política “sem frescuras”. É permitido andar com as bebidas para onde quiser. Os copos são plásticos para evitar acidentes, mas de boa qualidade.

Estivemos lá em um sábado, que é a melhor noite, quando o clube está reservado apenas para casais e moças. Chegamos e logo fizemos amizade com uma simpática inglesa, de 22 anos, que estava lá sozinha. Nos identificamos: a família dela era holandesa, nosso país favorito.

Quartos privados para um swing organizado

Perto da pista de dança, o clube oferece quatro quartos privados confortáveis e com chave na porta, para os casais que querem um swing tradicional em vez de uma orgia com dezenas de pessoas. Os quartos são livres para quem chegar primeiro, e há uma abundância de toalhas para limpeza.

O esquema das bebidas no Swing: Londres não desaponta

O bar do Le Boudoir Swing em Londres
O bar self-service do Le Boudoir

O Le Boudoir tem o melhor tipo de bar que já vimos: cada um leva a bebida que quiser, de casa ou do mercadinho da porta ao lado do clube (aberto até 22:30).

É só comprar uma ou mais garrafas, anotar seu nome nelas quando chegar e colocar na geladeira. Há fica adesiva e caneta no bar. Cada um bebe da sua e ninguém mexe com a garrafa do colega.

Swing, swing, bebidas à parte. Tudo muito inglês.

Gelo e bebidas sem álcool são por conta da casa. Funciona perfeitamente, sem filas nem confusão. E sai muito mais barato do que comprar doses de bebidas na noite.

Que roupa usar no swing do Le Boudoir?

Assim como o Les Chandelles se propõe a exigir um público muito arrumado em Paris, o Le Boudoir faz o mesmo em Londres, mas com mais clareza no que exige.

Para as moças, vestidos arrumados e sensuais, típicos de festa. Após certo horário, é esperado que elas troquem a roupa por uma lingerie sexy, apesar de não ser obrigatório.

Para os homens, roupa bem social. Não é obrigatório usar um blazer, apesar de alguns usarem. Nada de camisetas nem polos: o seguro é botar uma camisa social de manga longa. Tênis e jeans rasgados é certeza de ficar pela porta.

Qual o público do swing no Le Boudoir?

No sábado, casais bonitos e em forma. Mesmo os poucos casais mais velhos eram bonitos. As mulheres, em sua maioria, estão na faixa dos 20 aos 40 anos. Ficamos impressionados com a quantidade de gente bonita na festa.

Apetrechos no armário: o que levar para o swing

O casal pode alugar um armário com um depósito de 20 libras, que é restituído na saída. O armário é convenientemente localizado e acessível todo o tempo.

É super útil para guardar a lingerie, carteira, celular e outros penduricalhos que atrapalham na hora H do swing.

Fantasias na sala do professor

Uma das salas temáticas do clube de swing é a sala do professor. Paredes imitam uma biblioteca e a mesa do professor é ideal para meninas levadas negociarem pontos extras na prova.

Masmorra BDSM no subsolo do Le Boudoir

A masmorra BDSM do Le Boudoir

A masmorra é completa, com os mais variados instrumentos de tortura e um profissional capacitado para usá-los: o homem dos sapatos prateados. Ele amarra das moças e está sempre pronto para tortura-las.

A masmorra é disputada e, depois da meia noite, está lotada de vítimas.

Limpeza e conservação nota mil

Tudo no clube de swing é impecavelmente limpo e organizado: mesmo esperando isso de um clube em Londres, nos surpreendemos. Há toalhas por toda parte, os banheiros são limpíssimos, o bar é permanentemente cuidado. É um clube de alta classe, do começo ao fim.

Clube de swing em Londres é fechado para sócios

Mas não é difícil se associar: basta preencher alguns dados no site e chegar no primeiro dia com um documento com foto. O endereço do local vem no e-mail de boas vindas, e é o mais central possível, de facílimo acesso. Nosso Uber, saindo de King’s Cross, custou 11 libras.

A festa de sábado custa 70 libras para o casal e 20 para moças solteiras. Não inclui bebidas alcóolicas, mas cada um leva a sua. Um valor em conta para um clube de swing de alta classe em Londres.

Para o Le Boudoir, um casal não é simplesmente dois solteiros chegando junto. É preciso cadastrar-se como casal.

A única coisa que sentimos falta foi de uma boa hidromassagem como a que encontramos no Fun4Two ou no Fata Morgana. Mas, fora esse gosto muito particular nosso, é um clube excelente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.